A desidentificação do ego diante das possibilidades do ser

"Pane no sistema, alguém me desconfigurou..." (Pitty - Admirável Chip Novo). Começo esse texto com essa música para trazer a ideia do quão robotizados estamos. Desde que tomamos esta forma neste tempo e espaço, somos configurados de diversas formas, configurações familiares, sociais, religiosas, científicas, etc. 

Vamos vivendo uma vida programada e certamente bem diferente da nossa essência matriz, do nosso real objetivo nessa matéria densa do qual chamamos de corpo. Ao longo dos anos somos bombardeados por informações como: isso é certo, aquilo é errado. Isso pode, aquilo não porque é pecado, porque é contra a lei, porque mata ou machuca. Você é homem e não pode vestir isso, você é mulher e não deve sentar assim, você é menino, você é menina, até assunto e conceitos do tipo céu e inferno, Deus e o diabo, e assim vai.

Mais você já se perguntou: "QUEM VOCÊ É DE VERDADE? PARA QUE VEIO A ESSE MUNDO? QUAL O SEU REAL OBJETIVO AQUI?"

A desidentificação do ego diante das possibilidades do ser

Certamente não é acordar e ir trabalhar todos os dias, ou fazer uma faculdade, um mestrado ou algo do tipo, nem muito mesmo ficar rico ou virar um empresário de grande sucesso. Tudo isso que você pensa acreditar são apenas informações, crenças e conceitos implantados em você, e você acredita de tal forma que isso é verdade e que passa a ser sua realidade e acredita.

Estamos vivendo em uma era em que a humanidade está em ruínas, em processo de demolição. Estamos vendo valores inabaláveis ruírem, crenças se desfazendo como um pequeno castelo de areia na beira do mar. Estamos vivendo dias em que é necessário abrir caminho para o real caminho. Um novo conceito, uma nova forma de crença, a realidade do que é a fé, um novo olhar sobre as coisas. Ao longo das eras nos calcificamos como ser. Por longos séculos vivemos a vida como seres individuais e separados do todo, porém, hoje entendemos que somos todos um e um com o todo. Hoje entendemos que ser homem e mulher vai muito além da forma física, que o ser homem ou mulher está na forma psíquica de como o indivíduo se sente, algo além do rotulo dado pelo médico na hora que a criança nasce, ou por uma ultrassom que define o sexo daquele humano ainda em formação.

Devemos entender como os físicos que não há nada estático no universo, que tudo esta em constante movimento e mudança. Que essa coisa de Karma não existe, ou até missão de vida. Lembre que você já é um ser de pura luz experienciando coisas na matéria densa. Você pode mudar de cidade, de sexo, corte de cabelo, status, de cor, de credo, de religião, do que você quiser, tudo é uma escolha feita antes desta vida. Toda sua vida aqui é como uma planejamento. Como um roteiro traçado. Você pode mudar a qualquer momento e criar uma nova realidade. 

Você não estará quebrando uma regra ao fazer isso, somos cocriadores da nossa existência, onde você foca a sua energia, você trará a existência essa nova realidade. Que a metamorfose faz parte do experienciar. Deveria ser fácil de entender que se somos seres da mais pura luz, vindas da matriz central do qual chamamos de Deus. Trafegamos entre o físico, psíquico e espiritual ou até mais quem sabe e ainda não o descobrimos ou lembramos, mas enfim, deveria se entender que o corpo biológico responde aos impulsos do ser psíquico, que em seguida obedece ao corpo espiritual que é a consciência maior. Vendo dessa forma sabemos que o corpo espiritual não tem forma, sexo, cor, crenças credo, etc. Já que estamos falando de um ser constituído apenas da mais pura energia. Assim como numa viagem não existe contratos, pois eles limitariam suas experiências nessa jornada chamada vida.

Daí você deve tá se perguntando onde eu quero chegar? O que quero dizer é que não existe nada definido no ser humano, o que a alma encarnada num indivíduo trans está experienciando é uma nova forma de vivência nessa existência, e junto com essa experiência levar com ele os demais ao redor ao encontro do seu eu maior, a uma expansão da consciência ao ponto de entender que a matéria física assume a forma psíquica pré-disposta pelo espírito (alma).

A você meu irmão(ã) trans entenda que você é um ser em uma linda experiência nesse mundo, você está ancorando luz (conhecimento) na humanidade, e junto com isso agregando experiencias ao seu ser eterno que vive a trocar de corpos ao longo das encarnações. E mesmo que você não acredite em algo além da matéria física densa, entenda que a sua mudança física está expandido a consciência da humanidade, você é um ser especial.


A desidentificação do ego diante das possibilidades do ser A desidentificação do ego diante das possibilidades do ser Reviewed by Fala Berenice on 15:40:00 Rating: 5

2 comentários:

  1. Parabéns! Texto lindo e necessário nos dias de hoje, achei ótimo o contexto dado sobre o tema, muito bem abordado, adorei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanto meu querido,agradeço as palavra de carinho. E muito obrigado pela visitá ao nosso blog. Procuramos trazer conteúdos diversos para despertar a expansão do conhecimento. Muito obrigado.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.