A luta pela igualdade e liberdade em 'When We Rise' a minissérie que todxs devem assistir!

A luta pela igualdade e liberdade em 'When We Rise' a minissérie que todxs devem assistir!

E aproveitando que estamos no mês de comemoração ao Orgulho LGBTQ, vários posts a respeito da causa e luta pelos direitos nossos de cada dia já rolaram e continuarão a rolar aqui no blog, mas faltava o meu post né?! Então, let's go Girls!

Bom... Já fazia algum tempo que eu queria escrever sobre essa miniserie em formato de documentário e drama misturados baseada num livro homonimo (mesmo nome), produzida pelo canal americano ABC lançada lá em meados de fevereiro/março de 2017 contendo apenas 8 episódios em temporada única.


Pois bem, When We Rise chega para mostrar para a nossa atual juventude LGBTQ, que tem voz e visibilidade através da internet nas redes e mídias sociais, como era antigamente. Como todo esse movimento pelos direitos civis e das classes consideradas (até hoje) minorias (negros, mulheres e comunidade LGBT) explodiu na década de 70? Um dos períodos de puro frenesi e opressão ocorridos no EUA. Pois é, esse é o pano de fundo da série.


Pronto, a partir dessa premissa somos apresentados e introduzidos à vida dos personagens (reais) principais do programa. Encabeçados por Cleve Jones (Austin P. Mackenzie na juventude e Guy Pearce na fase adulta), ativista militante das causas LGBT de San Francisco onde se passa boa parte da história com foco no bairro LGBT chamado Castro (quero morar lá!). Cleve assumiu ser gay para os pais aos 17 anos. Seus pais completamente religiosos, conservadores e homofóbicos, e por causa disso foi meio que expulso de casa onde decidiu ir reconstruir a vida em São Francisco, ao longo dos episódios nós acompanhamos a jornada dele junto aos amigos e aliados que ele fez até tornar-se um dos nomes mais importantes na luta pela liberdade, aceitação, respeito e direitos iguais entre gêneros e luta contra a homofobia e a conquista da aceitação  (parcial) dos pais.


Depois somos introduzidos na vida da ativista das causas sociais e militante feminista e lésbica, Roma Guy (Emily Skeggs na juventude e Mary Louise Parker mais velha) que também vem de uma família com raízes religiosas e cheia de regras. Durante uma viagem de serviço social no continente africano, ela conhece Diane (Rachel Griffiths), outra ativista militante social e enfermeira. As duas acabam se apaixonando e vivendo seu romance aos trancos e barrancos ao longo dos anos.


Ken Jones é um militar ex combatente de guerra da marinha americana (Michael K Williams). Negro, gay e portador de HIV. História forte né?! Pois é. 


Cecília Chung (Ivory Aquino) é uma transsexual que comeu o pão que o diabo amassou até vencer na vida. Durante os episódios acompanhamos o processo de aceitação e transformação dela, onde a mãe torna-se uma figura importantíssima na trajetória de Ivory. E vale destacar que a atriz que interpreta a personagem também é transsexual na vida real. Ou seja, a identificação com a personagem foi instantânea. Legal né!?

Pronto, o enredo gira em torno deles e de outros personagens secundários que fazem parte da vida e trajetória de cada um. Não vou falar muita coisa para não estragar a surpresa nem dar spoiler caso você ainda não tenha assistido. Enfim... fica aqui minha super dica de uma obra prima baseada em fatos reais que DEVE ser assistida por todo mundo que gosta seriados com temáticas variadas, em especial a temática LGBTQ. Não importa se você é homem ou mulher, hétero, jovem ou "velho", principalmente se você faz parte da comunidade LGBTQ... When We Rise é uma espetáculo realista que necessita ser visto, contemplado e refletida!  E VIVA A DIVERSIDADE! <3 



A luta pela igualdade e liberdade em 'When We Rise' a minissérie que todxs devem assistir! A luta pela igualdade e liberdade em 'When We Rise' a minissérie que todxs devem assistir! Reviewed by Niedja Williams on 17:30:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.