recent posts

banner image

Conheça a Síndrome do Trauma Religioso e os problemas que ela causa

Conheça a Síndrome do Trauma Religioso e os problemas que ela causa Blog Fala Berenice

Autora do livro Leaving the Fold: A Guide for Former Fundamentalists and Others Leaving their Religion - ou seja um guia sobre como se livrar das consequências de religião fundamentalista - Marlene Winell americana de San Francisco, é especializada em desenvolvimento humano e estudo da família. Trabalha a 20 anos ajudando homens e mulheres a se recuperarem das doenças psicológicas causadas por crenças religiosas e as que acabam sendo realçadas pelos fundamentalistas.

Leia abaixo relatos chocantes de dois pacientes:

Eu acreditava que ia para o inferno por acreditar que estava fazendo algo de muito errado. Estava completamente fora de controle. Às vezes, eu acordava no meio da noite e começava a gritar, agitando os braços, tentando me livrar do que sentia. O medo e a ansiedade tomaram conta da minha vida.  Relato 1.

Depois de 27 anos tentando viver uma vida perfeita, eu achei que tinha falhado… Eu tinha vergonha de mim durante todo o dia. Minha mente lutava contra ela mesma, sem alívio. Eu sempre acreditei em tudo que me foi ensinado, mas ainda assim pensava que não tinha a aprovação de Deus. Eu pensava que ia morrer no Armagedom. Durante anos, eu me machucava literalmente, cortava e queimava meus braços, para me punir antes que Deus o fizesse. Levei anos para me sentir curada.  Relato 2.

Marlene acentuou o termo “Síndrome do Trauma Religioso”, STR (na sigla em português), para classificar os sintomas de pacientes que sofrem de transtornos mentais devido a lavagem cerebral de religiões fundamentalistas.

Em entrevista à psicóloga Valerie Tarico, ela revelou que os sintomas do STR incluem, além da ansiedade, depressão, dificuldades cognitivas e degradação do relacionamento social. 

Confira um trecho da entrevista:

No cristianismo fundamentalista, o indivíduo é considerado depravado e tem necessidade de salvação. [...] A mensagem central é ‘você é mau e merece morrer, porque o salário do pecado é a morte. […] Já tive pacientes que, quando eram crianças, se sentiam perturbados diante da imagem sanguinolenta de Jesus pagando pelos pecados deles. 

As pessoas doutrinadas pelo cristianismo fundamentalista desde criança podem ser aterrorizadas por memórias de imagens do inferno e do apocalipse”, disse. “Algumas sobreviventes desse período, as quais eu prefiro chamar de ‘recuperadas’, têm flashbacks, ataques de pânicos, ou pesadelos na vida adulta, mesmo quando se libertaram das pregações teológicas. 

Winell também contou que recuperação de quem nasceu em uma família de fanáticos religiosos é mais complexa e que se libertar de uma religião é muito difícil, já que muitas vezes isso significa pôr em risco um sistema de apoio composto por parentes e amigos.

Achei o livro muito interessante e o assunto é recorrente no nosso dia-a-dia. Recentemente conheci uma pessoa que se manifestou dessa forma, abrindo mão de toda sua felicidade por achar que Deus vai coloca-la no inferno, e qualquer religião ou doutrina que diga o contrário está mentindo. Essa lavagem cerebral que as instituições religiosas fazem é algo sério, desumano, e que precisa ser combatido para que as pessoas possam ter suas ideias ao invés de reproduzir textos prontos, e com isso, desenvolverem problemas, afinal, temos que ter medo ou respeito de Deus? Ele é amor ou rancor? Vejo muita falta de raciocínio em muitas pessoas religiosas, muitas contradições que não enxergam devido ao preconceito que sentem com as demais doutrinas e/ou pessoas. Por fim, recomendo um vídeo muito bom do espírita Morel Felipe, falando sobre fanatismo religioso. Pare, assista e reflita.

Leia também: Deus mata e coloca no inferno pra sempre? Não faz sentido



Conheça a Síndrome do Trauma Religioso e os problemas que ela causa Conheça a Síndrome do Trauma Religioso e os problemas que ela causa Reviewed by Fala Berenice on 14:45:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.